Enigma, ou melhor, a falsa adivinha dos chocolates e da idade

pdf: ver caderno

Do  A Matemática anda por aí

A TUA IDADE COM CHOCOLATES
NÃO VÁS DIRECTAMENTE AO FINAL
Não demora mais de um minuto.
Faz os cálculos conforme vais lendo o texto…
Não leias o final até que não acabes os cálculos.
Não vais perder tempo, vais-te divertir.
1. Quantas vezes por semana te apetece comer chocolate? (deve ser um número maior que 0 vezes e menos de 10 vezes)
2. Multiplica este número por 2 (para ser par)
3. Soma 5
4. Multiplica o resultado por 50 – Vou esperar que ponhas a calculadora a funcionar
5. Se fizeste anos em 2008 soma 1758. Se ainda não fizeste anos soma 1757.
6. Agora subtrai o ano em que nasceste (número de quatro dígitos).
O resultado é um número de três dígitos. O primeiro dígito é o número de vezes que te apetece comer chocolate por semana.
Os dois números seguintes são…
A TUA IDADE!!! (Siiiiiiimmmmmmm!!! A Tua Idade!!!)

2008 É O UNICO ANO, EM TODA A ETERNIDADE, EM QUE ISTO FUNCIONA.

Quem consegue explicar isto?
 

A minha resposta/explicação publicada no blog foi:

O resultado  R é da forma

 R=100q+i ,

em que  q (q=1,2,\dots ,9) é o número de vezes que apetece comer chocolates numa semana e  i a idade, que pode ser, designando o ano de nascimento por  n, 2008-n ou  2007-n, consoante se tenha já feito ou não anos em 2008.

Os passos enunciados conduzem, respectivamente, aos números

  50(2q+5)+1758-n

ou

50(2q+5)+1757-n .

Ora as identidades

  50(2q+5)+1758-n=100q+2008-n

e

  50(2q+5)+1757-n=100q+2007-n

mostram que o número é da forma acima indicada e que a idade é efectivamente  i=2008-n ou  i=2007-n.

Acrescento agora que a idade deve ser menor do que cem!

Actualização de 6-12-2008: alterado título e retirada a palavra “enigma” logo no início. 

Sobre Américo Tavares

eng. electrotécnico reformado / retired electrical engineer
Esta entrada foi publicada em Caderno, Enigmas, Matemática com as etiquetas , , , . ligação permanente.

2 respostas a Enigma, ou melhor, a falsa adivinha dos chocolates e da idade

  1. O problema resolve-se eliminando o ruído semântico que foi gerado para baralhar psicologicamente, filtrando das respostas a informação que o interpelado cedeu de forma indirecta (via data de nascimento, no fim). Trata-se de uma estratégia de inquirição inofensiva no contexto da falsa adivinha, mas com consequências muito graves para os incautos noutros contextos.
    Caso para se dizer: pela boca morre o peixe…

  2. Concordo que é mais uma falsa adivinha do que um enigma.
    Exemplo de ruído: “2008 É O UNICO ANO, EM TODA A ETERNIDADE, EM QUE ISTO FUNCIONA.” Tal como está é verdade, mas claro que alterando 1758 e 1757 em “Se fizeste anos em 2008 soma 1758. Se ainda não fizeste anos soma 1757” (aqui dá-se a idade) para respectivamente 1759 e 1758 a “falsa adivinha” aplica-se a 2009.

    Desejo-lhe um Bom Ano de 2009!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s